Teoria das cores para jogos 2D

/, Criação de Jogos/Teoria das cores para jogos 2D

A teoria das cores é necessária para a criação da arte dos seus jogos e faz toda diferença quando você precisa criar uma identidade visual marcante para quem joga. As cores definem bem o ar que deseja passar para os seus jogadores, o ambiente, o clima, entre outras características.

Nesse artigo tentarei te mostrar o básico na utilização das cores e gradientes na construção dos seus sprites.

Início: RGB e HSB

Em primeiro lugar abra o painel de cores do seu programa favorito de edição de imagens, no meu caso usarei o Photoshop.

No Photophop vá no menu Window > Color ou apertando a tecla f6 para abrir o painel cores.

Observe que natuaralmente o painel irá mostrar o modo de cor como RGB (Red, Green e Blue). Porém não iremos utilizar esse modo pois limita a nossa visão de iluminação, sombra e saturação.
O modo que usaremos será o HSB (Hue, Saturation, Brightness/Lightness)

  • Hue: O hue é definido por valores entre 1 e 360 que definem as cores, você pode ver na imagem. Ele inicia com vermelho e termina com o vermelho.
  • Saturation: Ele afeta a força da cor ou a sua intensidade, valores mais baixos para a saturação aproximam a cor do cinza.
  • Brightness/Lightness: Como você pode ver, esse valor o brilho da cor que você escolheu, valores mais altos fazem as cores mais brilhantes 😉

Estudos da teoria das cores para iniciantes

No primeiro olhar, esta imagem poderia ser um pouco confusa, mas é muito fácil de entender. Sempre quando você quer fazer um novo gradiente de cor, você tem que começar perto das luas encontrando uma cor mais escura. Quando a sua cor está ficando mais brilhante, você tem que mudar o Hue para a próxima cor mais clara em direção ao sol e o brilho também. Boas paletas sempre têm cores mais escuras, que são o roxo e o azul e muito brilhantes que são o amarelo e o verde, assim o seu desenho ficará mais realista.

Exemplo: Madeira
Uma madeira simples é marrom. Quando você olha para o gráfico acima, você verá que é fácil escolher as cores de iluminação e as cores de sombra. Em primeiro lugar você procura a cor principal: marrom . O marrom é laranja com baixa saturação . Então vamos pegar o laranja e retirar a saturação até chegar na cor desejada.

Depois que tiver a cor principal escolhida é só mudar a tonalidade (hue) em direção a lua para criarmos as cores mais escuras e sombras e para definir o brilho ou iluminação é só alterar o hue para a direção do sol, buscando assim tonalidades mais claras.

A cor da borda

  • Essa cor é sempre a mesma, para todos os seus sprites.
  • Escolha sempre um azul escuro ou um roxo escuro. Se você for fazer um estilo “comic”, você pode usar o preto como a cor da borda

Exemplo de Sprite: Uma caixa de madeira

Exemplo de Sprite: Planta

Exemplo do sprite aplicando as cores

A paleta de cores certa

Muitos iniciantes quando fazem uma paleta de cores fazem parecido com a imagem do lado esquerdo, mas não é a correta, pois não há nenhuma ligação entre uma cor e outra. Já a paleta da esquerda você percebe que você tem uma variação maior de cores que estão na mesma harmonia.

– Essa cor é sempre a mesma, para todos os seus sprites.

– Escolha sempre um azul escuro ou um roxo escuro. Se você for fazer um estilo “comic”, você pode usar o preto como a cor da borda

Espero ter te ajudado com a escolha das cores para os seus projetos, isso é só o início ainda escreverei alguns outros artigos sobre cores aqui no blog.

Professor, empreendedor e idealizador do Congames. É apaixonado por Criação de Jogos e quer ajudar você a construir o seu primeiro game.
Por | 2017-10-22T11:06:43+00:00 04/09/2016|Artigos, Criação de Jogos|

3 Comentários

  1. João Pedro 06/09/2016 at 9:48 am - Reply

    Muito útil mesmo esse Tutorial! E estou mesmo querendo aprender sobre SpriteArt!

Deixe um comentário